Combinamos esse tour com o hostel e fomos num micro ônibus os 9 brasileiros e mais outras 4 pessoas que estavam hospedadas. O primeiro dia de tour saía cedo e durante todo o caminho a gente pode ver a cadeia dos Atlas com o topo branquinho coberto de neve. A primeira parada foi em Kasbah Ait Ben Haddou, local onde mais de 20 filmes foram filmados (Lawrence da Arábia, A Múmia, Alexandre…) e hoje é patrimônio mundial da Unesco.

Kasbah Ait Ben Haddou
Kasbah Ait Ben Haddou

deserto-2

Cadeia do Atlas
Cadeia do Atlas

O ônibus foi fazendo algumas paradas, tanto pro almoço quanto para conhecer algumas vilas. Paramos na cidade Ouarzazate e, por último, no Vale do Dades. Daí fomos pra um hotel jantar e dormir pra no dia seguinte continuar.

Ouarzazate
Ouarzazate

deserto-5

Vale do Dades
Vale do Dades

A primeira parada do segundo dia foi em um Oásis, com um guia que falava umas 5 línguas! Ah, logo depois do oásis entramos numa “fábrica” de tapetes que eles dizem que é o original etc etc. Mas achei bem pega turista, aceitam cartão de crédito e um tapete pequeno pode custar uns 100 euros.

Oásis
Oásis

deserto-10

Em todo lugar eles servem esse chá típico como boas vindas.
Em todo lugar eles servem esse chá típico como boas vindas.

O passeio segue até chegar nas Gargantas do Todra, onde a gente para pra fazer umas fotos, e termina em Merzouga, onde a gente pega os camelos e caminha pelo deserto uns 30 minutos durante o pôr-do-sol. Jantamos no acampamento à luz de velas, os guias nos levam pra subir uma duna bem alta pra apreciar a vista da cidade ao longe e ver as estrelas.

deserto-12

Gargantas do Todra
Gargantas do Todra

deserto-16 deserto-17

Pôr-do-Sol
Pôr-do-Sol

deserto-15

No terceiro dia, depois de dormir nas tendas, acordamos antes do nascer do sol, pegamos nossos camelos e seguimos pra o lugar de partida. Tomamos café da manhã e o resto do dia é dedicado a voltar pra Marrakech, apenas com pausa pro almoço. Eles disseram que no local do café da manhã nós poderíamos tomar banho, mas nem rolou e voltou todo mundo sujinho mesmo.

Nascer do sol
Nascer do sol

Por isso acho tão importante ter um bom hostel com um bom banheiro. Cheguei suja do deserto, depois de quase 48h sem tomar banho e não consegui lavar o cabelo porque só tinha um fio de água caindo do chuveiro. No dia seguinte fomos eu e Júlia pro aeroporto, pegamos um vôo Marrakech – Paris que atrasou porque tinha nevasca e lá ainda esperamos horas por nosso trem pra Clermont, que também atrasou muito por causa da neve. A primeira coisa que fiz quando cheguei no meu quarto foi tomar o melhor banho da minha vida!