estudante-intercambio-frança-burocracia

Residência

Assim que cheguei em Toulouse, fui até minha residência pra poder me instalar. Chegando lá eu tive que preencher alguns papéis, pagar o primeiro mês e a caução. Inclusive é preciso fazer um “état des lieux”, ou seja, olhar tudo no quarto e marcar se tá novo, em boas condições, muito gasto etc pra poder fazer a comparação na saída. Se você quebrar ou danificar alguma coisa, eles vão usar a caução pra pagar esses danos. Se tudo estiver igual na saída, eles devolvem a caução inteira. Também precisei fazer um seguro habitação, vários lugares fazem isso, até os bancos. Eu fiz o meu na MatMut. E dessa vez precisei de um credor, alguém que se responsabiliza de pagar meu aluguel caso eu não pague. Da outra vez eu não precisei disso e sorte a minha que o pai do meu namorado fez isso pra mim, se não eu não sei como iria fazer.

Universidade

No dia seguinte eu fui na universidade fazer minha inscrição. Eu estou fazendo esse mestrado por conta própria, então tive que pagar a anuidade do mestrado e do seguro saúde, um total de mais ou menos 500 euros. Em Toulouse podia pagar de uma vez ou dividir em três vezes, o que me deixou surpresa porque na França não existe essa cultura de dividir como tem no Brasil.

Depois da inscrição eles também dão um papel pra retirada da carteira de estudante quando ela ficar pronta. Esse ano as cateiras de estudante são também tipo um cartão pré-pago. Dá pra carregar com passes de metrô, com refeições do restaurante universitário e mais um monte de coisas, o que é realmente muito prático.

OFII

Outra coisa muito importante é o OFII. Todo estudante tem que se apresentar nesse órgão pra poder ter a validação do Titre de Séjour. Em Clermont eu tive que ir na Prefecture da cidade levar o papel (que a gente recebe ainda no Brasil), mas em Toulouse o responsável das Relações Internacionais fez isso pra mim. Então eu esperei pelos correios a convocação e fui lá no dia, local e horário indicados com os documentos pedidos e fiz tudo de uma só vez: radiografia, consulta médica e o adesivo do OFII no passaporte. Mas isso pode mudar de cidade pra cidade. Em Clermont eu fiz cada coisa em um lugar e em dias diferentes.

Banco

Todo mundo tem que abrir uma conta no banco porque pra tudo eles pedem um RIB, tipo um extrato com seus dados de conta corrente, agência etc. A residência pede um RIB, o seguro habitação também, a Caf também… Enfim, tem que ter. Eu tinha uma conta no LCL, que não cobra nada pela conta estudante.