Como ir

A melhor forma de visitar Marseille e a região das calanques é de carro. Se você estiver vindo de Paris são apenas 3h de trem e na própria estação de Marseille Saint-Charles tem várias locadoras de veículos. Se você chegar de avião alugar um carro também não deverá ser um problema. No fim do post eu dou outras dicas de roteiro que podem ser facilmente combinados com esse aqui.

Quando ir

Maio

Vantagens: acesso não regulamentado*, praias vazias, ainda não é alta estação. Desvantagens: o tempo ainda pode estar um pouco instável e a água do mar ainda tá bem gelada. Prefira o fim do mês pra temperaturas mais altas.

Junho e Setembro

Vantagens: as temperaturas são mais altas e não é altíssima temporada. Desvantagem: o acesso é regulamentado.

Julho e Agosto

Vantagens: certeza de muito calor e águas bem mais agradáveis. Desvantagens: Além do acesso regulamentado, são os meses de altíssima temporada. Vá sabendo que terá muita gente em todos os lugares que for. Minha dica: acorde bem cedinho (mesmo!) e chegue antes de quase todo mundo. Comece seu dia às 7h ou 8h da manhã, aproveite bem das praias antes da lotação, volte pro hotel, faça uma siesta e saia a noite pra curtir um por do sol (por volta das 21h), um jantar ou uma balada pra quem é de balada.

*O que é acesso regulamentado? De 1 de junho até 30 de setembro, por conta do risco de incêndio, o acesso às calanques pode ser interditado e não há jeito de chegar nelas. Como consultar? No site My Provence você encontra um mapa da região mostrando o que está aberto e o que está fechado. Quando estiver verde, amarelo ou laranja: parque aberto; vermelho: parque fechado.

mapa calanques

Onde ficar

Faça base em Marseille se quiser mais agitação e mais opções de passeios, pois é a segunda cidade mais populosa da França, ficando atrás apenas de Paris. Faça base em Cassis se quiser um clima mais tranquilo de cidadezinha costeira.

Em Marseille prefira se hospedar próximo ao Vieux Port ou ao bairro do Panier, onde tem bastante restaurante, bares, comércios, lojas etc. Em Cassis prefira também ficar próximo ao porto.

As calanques

São várias! Marseilleveyre, Morgiou, Sormiou, Sugiton, d’en Vau, Port Pin… Você pode fazer todas elas se tiver bastante tempo. Se não for o caso, dá uma olhadinha no meu roteiro pra escolher quais fazer. A ordem não é importante e fatores como disposição, clima e acesso ao parque vão influenciar bastante. Só uma dica: não deixe de fazer a calanque d’en vau, o cartão postal das calanques!

Roteiro

DIA 1 ~ Calanques de Port-Miou, Port-Pin e d’En Vau + Cassis

calanques cassis marseille-23
Calanque de Port-Miou
calanques cassis marseille-24
Calanque de Port-Pin
calanque en vau cassis
Calanque d’en Vau

Vá de carro e estacione no Parking de la Presqu’île (8 euros o dia) ou vá à pé se estiver hospedado em Cassis. Os caminhos são bem sinalizados. Se for à pé saindo do centro, siga pela Avenue des calanques até chegar em Port-Miou. De Port-Miou o caminho pra Port-Pin também estará indicado e o caminho dura uns 30 minutos. Ao chegar em Port-Pin siga o caminho azul até En Vau. É o mais difícil, mas também o mais bonito pois vai por cima das falésias e temos vistas incríveis. Conte pelo menos 1h30 se você for do tipo que fica bobo apreciando a paisagem e tirando fotos. Se quiser o mais fácil é só seguir o caminho vermelho. Também é possível chegar nessas calanques de caiaque. A locação pode ser feita no centro de Cassis ou em Port-Miou.

calanques cassis marseille-26
Trilha azul pra En Vau
calanques cassis marseille-30
En Vau vista de cima, da trilha azul

Praias: Port-Miou é um porto e não tem praia. Port-Pin é uma praia bem linda, mas seja forte e continue até En Vau. Se tiver tempo livre, pare em Port-Pin na volta ou vá um outro dia.

Na volta das calanques você pode dar uma passadinha em Cassis pra jantar ou tomar um sorvete pela região do porto.

calanques cassis marseille-39
Porto no centrinho de Cassis

Atenção: não há nenhuma estrutura, então leve bastante água (eles recomendam no mínimo 1,5L por pessoa) e comidas se for passar o dia por lá. “Farofa” é um preconceito brasileiro, aqui na França chama piquenique e todo mundo faz, então não precisa ter vergonha :) Também não há lixeiras, então não esqueça de trazer seu lixo de volta com você. Vá de sapato fechado, pois o caminho é cheio de pedras e a descida pra calanque d’en Vau é muito íngreme. É impossível fazer de chinelo? Não, mas é muito desconfortável e pode ser perigoso. E por último, compre sapatinhos aquáticos, isso vai facilitar muito sua vida uma vez chegando na praia, que é de pedrinhas. Se estiver indo na alta temporada (julho/agosto), vá cedinho!

DIA 2 ~ Calanque de Sugiton (e Morgiou)

calanques cassis marseille-6
Calanque de Sugiton

Vá até Luminy (campus universitário) de carro ou de transporte público (descer na parada Luminy Pn des Calanques). O ponto de partida da trilha é bem perto da parada e da École de Architecture que fica na Avenue de Luminy. A barreira de entrada para a trilha é bem sinalizada. Quando chegar no Col de Sugiton, vá até o Belvedère de Sugiton e depois volte pra continuar o caminho até a calanque de Sugiton.

calanques cassis marseille-5
Belvedère Sugiton

Embora essa trilha seja muito mais fácil que a trilha azul para En Vau, os conselhos são os mesmos (água, comida, sapato fechado e sapato aquático). Bóias também são bem-vindas pra ficar curtindo o mar sem cansar.

Passe o dia curtindo a calanque de Sugiton ou, se for do tipo que não gosta de ficar muito tempo parado na praia, faça também a calanque de Morgiou. Você só precisa voltar pro ponto da trilha que bifurca e seguir pra Morgiou.

Duração da trilha: De Luminy: pra Sugiton: 1h / pra Morgiou: 50min.

Do Parking Calanque de Morgiou (Les Baumettes) pra Morgiou: 1h.

Termine o dia descansando no hotel ou num barzinho em Marseille. O Polikarpov é bem animado, mas se estiver muito lotado, vá no Les Berthom. Os dois estão na mesma rua simpática, a Cours Honoré d’Estienne d’Orves.

calanques cassis marseille-43
Petiscos e cervejinhas no Berthom

DIA 3 ~ Vieux Port de Marseille e Arquipélago de Frioul

calanques cassis marseille-8
Vieux Port, Marseille

Nesse dia vá até o Vieux Port em Marseille no quisoque Navette de Frioul e pegue um barco (10 euros ida e volta) até o arquipélago de Frioul. Você pode descer na primeira parada do barco e visitar o Château d’If, uma fortaleza construída por volta de 1530 que foi usada principalmente como prisão. Ela ficou famosa graças ao livro de Alexandre Dumas, o Conde de Monte Cristo. Depois da visita, pegue o próximo barco e vá até as próximas ilhas. A ilha Ratonneau e a ilha Pomègues são ligadas e você pode fazer as duas à pé.

calanques-cassis-marseille-9.jpg
Château d’If

São várias praias e você pode passar o dia inteiro explorando o lugar. Ou até mesmo dedicar 2 dias inteiros se tiver tempo de voltar lá. No portinho da ilha você encontra restaurantes e banheiros, mas se for passar o dia inteiro indo de praia em praia, leve pelo menos água.

Nós fomos durante a tarde e não entramos no mar porque o dia estava muito fresquinho, mas se for num período mais quente você vai poder aproveitar as várias praias das ilhas. Nós fomos em duas praias: Plage de Saint-Estève e na Calanque de la Crine. As paisagens são incríveis. Escolha um cantinho da ilha pra apreciar o pôr do sol e jante por lá mesmo ou pegue o barco de volta pro Vieux Port. Não se preocupe, tem barcos até depois das 22h.

calanques cassis marseille-12
Plage de Saint-Estève
calanques cassis marseille-13
Restaurantes no porto do arquipélago de Frioul
calanques cassis marseille-14
Calanque de la Crine

calanques cassis marseille-21

DIA 4 ~ Cassis e Cap Canaille

Cassis é uma cidade super agradável. Com várias lojinhas fofas, restaurantes e duas praias, dá pra curtir bem a cidade. Chegue de manhã pra curtir uma praia ainda vazia, principalmente se for na alta estação. Você tem duas opções de praia no centro: Plage de la grande mer e Plage du bestouan. Do porto também saem passeios de barco pra visitar as calanques, mas não tem parada pra banho.

calanques cassis marseille-37calanques cassis marseille-36

passeio de barco calanques
Passeio de barco nas calanques

Outro passeio a ser combinado com Cassis é a visita do Cap Canaille, a maior falésia marítima da França (eu nunca fui, mas pelo que vi e li, vale muito a pena). É só seguir a Route des Crètes pra chegar lá, seja de carro ou à pé. Se for à pé, lembre que estamos falando da maior falésia marítima, então leve muita água porque a subida deve ser intensa!

DIA 5 ~ Marseille

calanques cassis marseille-41
Bairro do Panier

Marseille é a cidade mais antiga da França e a segunda mais populosa, ficando atrás apenas de Paris. É uma cidade bem diferente das outras cidades francesas. Pelo que escuto por aqui e pelo que presenciei é uma cidade “ame ou odeie”. Talvez por ser grande, meio desorganizada e com muita desigualdade e violência.

Mesmo assim, vale a pena passear por lá. Aqui a listinha de lugares pra visitar:

  • Vieux Port
  • MuCEM (Musée des civilisations de l’Europe et de la Méditerranée)
  • Bairro do Panier
  • Quai de la Tourette
  • Cathédrale La Major
  • Notre Dame de la Garde (fica no alto de uma colina e tem uma vista da cidade)

Pra comer uns doces bem franceses e bem gostosos, indico a patisserie Sylvain Depuichaffray.

calanques cassis marseille-42
Cathédrale La Major

DIA 6 ~ Calanque de Sormiou (+ l’Escu)

calanques cassis marseille-3Estacionamos no Chemin de Sormiou, perto da Station d’épuration de La Cayolle e fizemos só uma parte do trajeto à até o col de Sormiou pra ver a calanque lá de cima. Mas você também pode fazer o caminho até a praia lá embaixo (1h) ou reservar uma mesa no Restaurant Le Château e ir de carro. No momento da reserva você dá a placa do seu carro e eles deixam avisado aos guardinhas na entrada, que te deixam passar.

Desse mesmo estacionamento de La Cayolle também sai a trilha pra Calanque de l’Escu (1h20). Não fizemos, mas já deixo aqui anotado pra uma próxima porque pelas fotos parece valer a pena ;)

 

calanques cassis marseille-2

DIA 7 ~ Aix-en-Provence

Nunca tive o prazer de visitar Aix-en-Provence, embora ela esteja na lista faz tempo. Acabo privilegiando as calanques e sempre “falta” tempo pra visitá-la. Deixo aqui o link do blog Destino Provence onde Natália, moradora da cidade há anos, nos fala sobre 5 coisas pra fazer em Aix.

Bônus: mais opções de roteiro no sul da França

Também dá pra combinar esse roteiro com as Gorges d’Ardèche (tem post aqui no blog), com as Gorges do Verdon (ainda tá na minha lista), com o Roteiro da Lavanda se estiver na época certa (todos os detalhes nesse post aqui), com outras cidades do sul como Cannes, Nice , Èze e Mônaco. São tantas opções que o difícil vai ser escolher.

arc ardeche
Vallon-Pont-d’Arc, Gorges d’Ardèche
Anúncios